var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(lrs, s); })(); window.intercomSettings = { ... // TODO: Add any extra data you want in Intercom to your intercomSettings "avatar_set": true, "friend_count": 32, "app_id": "w1sryv7i" }

Automação de Marketing e as tendências de Marketing para os próximos anos

samprev

Em recente post na Hubspot intitulado 8 Insightful Marketing Predictions for 2013 and Beyond, com algumas tendências feitas por vários especialistas do setor, podemos perceber que o uso de ferramentas de automação de marketing está totalmente alinhada com essas tendências.

Vejam as principais:

O e-mail continua vivo

E-mail continuará a ser uma parte importante do mix de marketing. O que muda é a forma como se utiliza. Vamos passar do esquema de disparos em massa para uma comunicação  cada vez mais personalizada, relevante e orientada com base em dados em tempo real. Haverá aumento da importância no opt-in marketing em vez de opt-out e a compra de listas vai se tornar uma prática menos utilizada.

Com essa mudança dramática em direção ao marketing mais pessoal,  a tendencia é ter muito mais campanhas de e-mail segmentadas destinadas a entrega de conteúdo mais relevante para os destinatários. Estamos todos buscando o Santo Graal do marketing on-line, leads qualificados e prontos para Vendas. A capacidade de segmentar listas de e-mail e personalizar o conteúdo vão ajudar a maximizar o efeito de cada e-mail, resultando em mais leads qualificados.

Plataformas e Automação de Marketing realizam o rastreamento comportamental individual de cada lead, permitindo personalizar o conteúdo e a sequência de entrega para cada lead, em tempo real e respeitando o seu ritmo no ciclo de compra.

Marketing torna-se mais responsável pela geração de receita

Um recente estudo da Fournaise Marketing Group aponta que 73% dos executivos não acreditam que marketing gere demanda e receita. Uau! De agora em diante, isso vai começar a mudar. O marketing começa a desempenhar um papel mais crítico na contribuição para a geração de receitas. Atividades de marketing não serão medidas apenas em “soft numbers” (tráfego e geração de leads), mas também irá otimizar os processos adicionais que impactam diretamente o crescimento das vendas. E para isso, os indicadores-chave de desempenho (KPIs) do departamento de marketing vão mudar. Além disso, os profissionais de marketing vão adotar práticas de inbound marketing e novas tecnologias, a fim de impulsionar a demanda e cumprir as metas de receita mais agressivas.

A tecnologia adotada é a automação de marketing, que, quando integrada a um sistema de CRM, permite fechar todo o ciclo de vendas, desde o primeiro contato do lead, indicando a fonte de geração até o fechamento da venda. Com isso, marketing vai poder ter uma visão de cada campanha e saber o que funciona e o que não funciona. Os indicadores passam a ser relacionados ao ROI. Assim, marketing consegue comprovar  sua contribuição.

Priorizar o Inbound Marketing

A empresa que possui bons fundamentos de Inbound Marketing consegue alimentar corretamente um Sistema de Automação de Marketing. É preciso que haja uma continuidade de leads entrando no funil para manter a Automação de Marketing funcionando.

Automação de Marketing não gera leads; Inbound Marketing é que gera leads. 25% do seu banco de dados fica obsoleto a cada ano, por isso é crucial manter os esforços de inbound marketing juntamente com Automação de Marketing para garantir que o seu banco de dados não definhe lentamente. Com o princípio de integração em sua própria essência, a Automação de Marketing pode ajudar a captar e converter leads oriundos de diferentes fontes de Inbound Marketing e criar campanhas de Marketing em múltiplos canais. Os recursos de geração e nutrição de leads, bem como as funcionalidades de web analytics podem ajudar a rastrear o engajamento de cada lead com a empresa, e assim, prever e planejar/adaptar futuras interações com os mesmos, com base na natureza e histórico específico de cada prospect/lead. As campanhas devem ir além da simples execução recorrente.

O Marketing conhece o cliente

Dados de comportamento na web, bem como dados de outras fontes, tais como sistemas de processamento de pedidos, vão se tornar mais fáceis de serem integrados em 2013. Durante o próximo ano, torna-se cada vez mais uma iniciativa importante para o CMO investir em tecnologias que compilem dados de clientes de maneira que sejam mais facilmente mensuráveis ​​e acionáveis​​. Como resultado, a análise do cliente se tornará um recurso novo e importante para os provedores de automação de marketing.

Os Sistemas de Automação de Marketing irão proporcionar uma visão do cliente mais unificada através de todos os canais e sistemas. O objetivo é não apenas a importação de dados de vários sistemas, mas a integração dos dados, de modo que as interações do mesmo indivíduo sejam combinadas, mesmo quando elas ocorram em diferentes canais. Esta é uma capacidade importante uma vez que toda análise se baseia no ponto de vista do cliente unificado.

Campanhas de disparo em massa são substituídas pelo Marketing em tempo real

Campanhas de disparo em massa possuem uma estrutura rígida e não conseguem atender às mudanças de comportamento dos clientes e à rápida mudança tecnológica. Elas são geralmente de curta duração e não acionadas com base em ações em tempo real ou dados, o que pode colocar o profissional de marketing em desvantagem. As oportunidades para crescer em 2013 indicam que o Marketing em tempo real é fundamental. O sucesso vem de engajar os seus compradores, quando estiverem prontos, não quando é conveniente para você.

Sistemas de Automação de Marketing simplificam diferentes atividades de Marketing e alinham as áreas de Marketing e Vendas. Permitem a criação de campanhas de nutrição automatizadas que são disparadas por ações que o prospect/lead realiza e oferecem peças com conteúdo customizado ao longo do ciclo de compra num esquema homeopático. Além disso, e dentre muitas outras coisas, ainda disponibiliza páginas com conteúdo dinâmico com base no perfil das informações coletadas, no comportamento do lead no website e gera dados para criação de modelos preditivos de compra.

WHITE PAPERS QUE PODEM LHE INTERESSAR:

O QUE É INBOUND MARKETING

A JORNADA DO CLIENTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
0 comments… add one

Leave a Comment