var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(lrs, s); })(); window.intercomSettings = { ... // TODO: Add any extra data you want in Intercom to your intercomSettings "avatar_set": true, "friend_count": 32, "app_id": "w1sryv7i" }

5 equívocos a respeito de Automação de Marketing

5equivocos

Este post é uma adaptação de um artigo no Hubspot que achamos muito oportuno e pertinente para desfazer algumas ideias erradas sobre Automação de Marketing.

1. Automação de Marketing gera leads

Este é um dos maiores equívocos sobre Automação de Marketing, então vamos esclarecê-lo agora. Automação de Marketing não gera leads; Inbound Marketing é que gera leads.

Na verdade, 25% do seu banco de dados fica obsoleto a cada ano, por isso é crucial para manter os esforços de inbound marketing juntamente com Automação de Marketing para garantir que o seu banco de dados não definhe lentamente.

Quando feito corretamente, a Automação de Marketing ajuda a tirar o máximo partido desses leads, nutrindo-os e conduzindo-os ao longo do processo de tomada de decisão até que eles decidam que estão prontos para comprar (e mesmo depois de se tornar um cliente, para certificar-se que eles estejam felizes!).

2. Automação de Marketing significa “Instale e Esqueça”

Esta é uma das maneiras mais rápidas de garantir que seu investimento em Automação de Marketing vá para o lixo. O software pode oferecer muitas funcionalidades, mas sem um profissional de Marketing perspicaz por trás dele para analisar e ajustar continuamente campanhas, toda essa funcionalidade será inútil.

Sua  taxa de click-through (CTR) em uma campanha de e-mail está baixo? Teste uma linha de assunto nova. Um segmento de sua base de dados se descadastra para não receber e-mails em um ritmo mais rápido do que outras? Talvez a sua freqüência de envio seja muito alta, ou a sua mensagem não seja muito pertinente. Ninguém (e eu digo ninguém) acerta na primeira vez.

Continue revisando seus dados, ajustando o que não funcionou e fazendo mais do que funcionou bem.

3. Automação de Marketing ajuda na “entregabilidade” dos e-mails

Você pode mandar spam para as pessoas mesmo usando Automação de Marketing. O software não pode ajudar seus e-mails a passar pelos filtros anti-spam. Os profissionais de Marketing ainda têm de compreender e aplicar melhores práticas de e-mail marketing, evitando enviar e-mails irrelevantes, com muita frequência ou para pessoas que não tenham optado por receber suas comunicações.

Entre sofisticados filtros de spam, sobrecarga de envio de e-mails e avanços como a caixa de entrada de prioridade do Gmail, os profissionais de Marketing têm que garantir que as listas sejam segmentadas e que os emails contenham conteúdo relevante para os prospects, caso contrário, as mensagens serão eliminadas das caixas de entrada em um instante, não importa o quão sofisticada a Automação de Marketing seja.

4. Automação de Marketing personaliza a comunicação

A Automação de Marketing permite gerar escalabilidade na comunicação personalizada, mas não criá-la. O ônus ainda está no Marketing para criar personas do comprador e interpretar comportamentos dos leads para alinhar as suas necessidades em um determinado estágio no ciclo de compras com a mensagem que devem receber.

Os softwares de Automação de Marketing não são capazes de escolher o que enviar, quando enviar e para quem deve ser enviado por conta própria. É preciso um profissional de Marketing (geralmente com a ajuda da equipe de Vendas) para definir todas essas coisas .

5. Automação de Marketing vende para você

O software de Automação de Marketing não é o vendedor do século 21. Ele simplesmente ajuda a identificar as pessoas que são inerentemente mais “compradoras” para você, porque você fez um bom trabalho na criação de conteúdo educativo e o colocou na frente deles.

Você ainda terá que criar e otimizar o conteúdo, promovê-lo em mídias sociais, atrair visitantes de  para páginas de destino com ofertas matadoras, e (esta é a mais importante) garantir que o software de Automação de Marketing será executado de tal maneira que forneça o conteúdo adequado  no momento certo. Partindo de regras criadas por você, o software conseguirá identificar os prospects prontos para serem abordados por sua equipe de Vendas.

A ressalva importante de tudo isso (e se eu não enfatizei isso o suficiente, aqui vai) é que a Automação de Marketing só funciona quando feita corretamente.

Aborde a Automação de Marketing como uma ferramenta para melhorar e criar sinergia alavancando o seu Inbound Marketing e não como um substituto para ele. Aprenda a interpretar a atividade dos visitantes para um uso eficaz da ferramenta como parte de sua estratégia de Inbound Marketing.

Que outros equívocos que você encontrou sobre Automação de Marketing? Você já implantou um SAM como parte de sua própria estratégia de Inbound Marketing?

Faça um CHECK-UP DOS SEUS PROCESSOS DE MARKETING para saber se sua empresa está preparada para adotar uma solução de Automação de Marketing.

Whitepapers que complementam sua leitura:

7 PASSOS PARA ALINHAR MARKETING E VENDAS

AUMENTE O ROI DE SUA EMPRESA QUALIFICANDO MELHOR SEUS LEADS

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
2 comments… add one
  • Ótima matéria!
    Repetir que a automação de Marketing não faz milagres é obrigatório, não se preocupem em ser repetitivos.
    A evangelização é um processo longo, mas que, neste caso, beneficia todos os termos da equação: empresas, profissionais e clientes.

    Agora a pergunta que não quer calar…
    como fazer para conciliar as práticas com as responsabilidades, nas PMEs brasileiras? 🙂

    Reply
    • Olá Marcello,
      Realmente a evangelização é um processo longo, principalmente em nosso mercado, onde este conceito é novo e no Brasil as áreas de marketing são sub dimensionadas e não possuem capacitação para poder demonstrar o valor estratégico que o Marketing pode agregar a empresa. Se você se refere a conciliar a prática do Marketing moderno nas PMEs, em função da falta de braços, capacitação e budget….
      Meu conselho é que o Marketing deva ser uma função desempenhada por todos os integrantes da empresa (direta e indiretamente), e que seja visto como um processo, com uma abordagem sistêmica. E que tenha apoio irrestrito da Alta Administração para alinhar Marketing e Vendas (no caso B2B), e fazer com que este alinhamento produza efeitos através da criação e desenvolvimento das personas do comprador, criar conteúdo para cada estágio do ciclo de compra desses leads e disponibilizar para o Marketing e Vendas utilizarem em suas abordagens.Marketing e Vendas devem ser corresponsáveis pelos resultados. Tudo isso pode e deve ser feito antes de qualquer automação.Não adianta querer automatizar processos errados.É trabalhoso mas vale a pena. Se a Alta Administração conseguir que Marketing e Vendas trabalhem mais alinhados já é um bom começo.

      Reply

Leave a Comment